banners-fvl-paraiso-850

 

casal feliz na praiaEi, pode me escutar um pouquinho? Já vou começar assim, pedindo algo, mas preciso te confessar o que descobri viajando sozinha, nos últimos tempos. Sabe, descobri que as sensações seriam ainda melhores, se você estivesse lá comigo.

Para embalar a leitura deste texto, sugiro você ouvir:
Angels (Rob Willians)

Não foi porque precisei de um abraço. Sempre há abraços abertos em todos os lugares, de pessoas generosas pelo mundo. Mas era com você que eu queria dividir aquela vista até onde alcançava minha capacidade de enxergar. E quando mergulhei naquelas águas transparentes da Great Barrier Reef, na costa Australiana, era para você que eu queria apontar aquele peixe colorido, nadando ali pertinho, no silêncio da imensidão do Pacífico.

Logo que os sabores daquele novo prato encheram de prazer meu paladar, queria poder ter dito: prove, para rirmos juntos dos novos doces, azedos e apimentados da gastronomia asiática. E aquele céu azul esplendido no amanhecer? E o vento no rosto enquanto pedalava ouvindo música? Só queria que você estivesse lá, para te olhar nos olhos e ter certeza que se encheria da mesma felicidade por algo tão simples.

Num fim de tarde, depois de correr na praia, a lua me surpreendeu nascendo gigante, no horizonte do oceano. Enquanto o sol acenava um adeus ela crescia imponente, transmitindo a certeza do universo que há sempre luzes nascendo, mesmo enquanto estivermos atravessando os trechos mais escuros. Queria que estivesse lá, para segurar a tua mão, e dividir aquele instante juntos, porque se compartilhasse contigo ele seria ainda mais completo de significado.

Gili (9)Aproveitei muito, aprendi ainda mais, agradeci cada simples e grandiosa experiência. Como ao me envolver pela atmosfera mágica das Ilhas Gili, contornadas de água quente, transparente e de um silêncio precioso. Do mesmo modo ao entrar na Figueira Catedral, com 44 metros de diâmetro e 48 de altura, inserida na Rainforest. Gostaria mesmo que você estivesse lá comigo, para tocarmos aquela árvore gigante no mesmo momento, sentir sua energia viva conectada com a mãe terra, há cerca de 500 anos.

Se me diverti tanto sozinha, por que gostaria que estivesse lá? É porque tenho esta mania de querer dividir com você o que considero incrível.

 

Quando o coração transborda de alegria, eu desejo também que tua boca se abra de riso, inunde teus olhos de deslumbramento, e tua alma flutue de êxtase.

Este dividir de amor só me soma, só me acrescenta. Também continuo acreditando que quando você segura a minha mão não há lugar distante, ou obstáculos, neste mundo magnífico. Com o sim suave do universo, na sintonia de calor que vibra nosso coração, todos os ventos são favoráveis para expandir nossas asas grandes.

Ah, sim, é de plenitude que estou falando. Não precisa disfarçar mais. Te vejo, te aceito. Também descobri que você é um ser alado. Será uma felicidade assoprar tuas asas para que se estendam e voem bem alto porque … simples, porque te amo. Aceita? Aceita voar comigo e transbordar nossa vida, de mais vida?

F L Y

L O V E